Como construir uma marca pessoal notável para atrair mais negócios e reconhecimento


Tu és o criador da tua própria marca. Sim, tu, caro leitor(a). Quer queiras, quer não, a tua marca digital está à vista de todos. Será que estás a fazer o suficiente para garantir que passa a mensagem certa?

Marca Pessoal

Quando vais a uma entrevista de emprego, é certo que o teu potencial empregador já passou os olhos pelas tuas redes sociais e já googlou o teu nome, muito antes de começar a fazer perguntas. O mesmo se pode dizer to teu próximo blind date. A tua pegada digital está disponível para qualquer pessoa a encontrar, para sempre. Se essa ideia te dá arrepios, está na altura de desenhares uma marca pessoal mais cuidada.

Se estás a pensar que ter uma marca pessoal não se adequa às tuas necessidades, pensa melhor. Hoje em dia todos somos online marketers da nossa própria marca. Aquelas centenas de amigos no Facebook, seguidores no Instagram e ligações profissionais no LinkedIn não são os teus amigos de verdade. São a tua audiência, e provavelmente já tentas dar o teu melhor para lhes agradar.

A maioria das pessoas diz piadas, publica imagens engraçadas, vídeos virais e fotos da sua vida que as façam parecer cool para receber preciosos likes. Tentam parecer inteligentes, interessantes, engraçadas, bem sucedidas e desejáveis. Toda a gente faz isso, mas não é a melhor forma de construir uma marca valiosa.

Eu trabalho em marketing digital desde que me recordo, quase sempre sozinho. No entanto, também sou culpado de negligenciar a minha marca pessoal em prol de outros projectos. Casa de ferreiro, espeto de pau - como diz o povo.

Seja qual for a tua profissão, podes criar uma presença online mais adequada e ganhar mais confiança, respeito e reconhecimento dos teus colegas, patrões, amigos ou clientes.

Convencido(a) mas não sabes por onde começar? Vamos a isso.

Primeiro, precisas de uma estratégia. Um plano que faça sentido e que consigas pôr em prática com o tempo e os recursos que tens disponíveis. Eu posso ajudar. De graça. A sério, só tens que me seguir.

 

missionQual é a tua marca?

Steve Martin tem um grande conselho que teve impacto em mim: "Sê tão bom que não te consigam ignorar."

O que é que fazes melhor do que ninguém? Esquece as paixões e sonhos que possas ter, isso é outra história. Sê honesto e reconhece que há algo que tu fazes melhor que a maioria das pessoas. Tão bem que é possível pagarem-te muito dinheiro para o fazer.

No meu caso, não é jogar futebol, não é analisar videojogos, não é fotografar e não é correr o mundo a viajar. Adorava ser tão bom nessas áreas que me pagassem uma fortuna para o fazer. Mas infelizmente, não me destaco da multidão em nenhum desses campos. Ainda posso tentar e até ter algum sucesso, mas a minha maior competência é outra.

Aquilo em que eu sou realmente bom é o marketing digital. Vivo disso há 15 anos. Consigo ganhar dinheiro com os meus próprios projectos online, vender serviços a clientes e todos os meus amigos (e alguns desconhecidos) se aconselham comigo.

Respiro marketing digital. Essa é a minha marca, é onde eu consigo dar o meu melhor. Sou conhecido por isso e gosto que assim seja disso.

Agora vamos focar-nos em ti. Escolhe aquela coisa em que já és muito bom ou estás a caminho de ser.

Ao escolher um caminho a longo prazo para a tua marca pessoal, deves também ponderar os teus valores, paixões e personalidade. Escreve-os, se for necessário, e verifica se tudo está em harmonia. Não devem entrar em conflito com a tua marca, sob pena de não ser autêntica e acabar por falhar.

Podes levar este processo mais além e perguntar a um amigo quais são os teus valores, paixões, qualidades e fraquezas. Afinal, uma marca faz-se daquilo que os outros pensam sobre ela, portanto convida-os para a discussão e escuta a opinião deles.

Pode ser duro ouvir algumas críticas que não correspondem à forma como te vês, mas ganhas mais informação e conhecimento sobre a tua marca e aquilo que precisas de mudar.

Por esta altura já deves ter formado uma imagem clara daquilo por que queres ser reconhecido(a) - uma visão da tua marca.

Questões: Imaginas-te a fazer essa actividade daqui a 5 anos? Daqui a 10 anos? Gostas de ler sobre esse tema diariamente e de melhorar a tua técnica constantemente na busca da perfeição? Satisfaz-te ver o teu nome instantaneamente associado à especialidade nesse campo por colegas, amigos, família e desconhecidos?

Se respondeste que sim a tudo, vamos continuar.

 

targetQuem é o teu público?

A tua marca pessoal, actividade e objetivos vão determinar o teu público alvo.

Podes querer tornar-te num especialista reconhecido dentro de uma comunidade específica, ser promovido no emprego, receber novas propostas de trabalho, atrair clientes para os teus produtos, ser convidado para conferências, escrever um bestseller, e por aí fora.

Pensa muito bem nos teus objectivos pessoais e em quem tens que influenciar para os atingir. Essas pessoas serão o teu público alvo.

Eu quero ser conhecido como especialista em marketing digital. O meu objetivo é conquistar mais e melhores clientes para os meus serviços de consultoria em estratégias de marketing online. Isto levará a um aumento de rendimentos e mais satisfação com o meu trabalho.

Há três tipos de pessoas que deves ter na tua audiência:
  • a pessoa que te vai pagar
  • a pessoa que influencia a pessoa que te vai pagar
  • o teu fã

Com a publicação de conteúdo gratuito, estou a dirigir-me a outros profissionais de marketing online - freelancers ou parte de uma agência. Estes são os meus colegas e se me virem como um especialista, podem influenciar quem tem capacidade de decisão. Apesar de serem concorrentes, os profissionais precisam frequentemente de ajuda especiallizada num campo específico que não dominam tão bem. 

A grande decisão, para mim, foi entre focar-me no mercado português ou dirigir-me ao mundo inteiro. Comunicar para um grupo mais pequeno tornaria mais fácil atingir o topo, enquanto apontar para o mundo aumenta exponencialmente a competição. Escolhi a segunda via. Uma opção arrojada, eu sei. Acredito o suficiente nas minhas capacidades para perseguir a recompensa maior de criar uma marca internacional.

Não posso ser eu a dizer-te se deves restringir a tua audiência a um nicho mais pequeno, que possas dominar facilmente, ou se deves aumentar o alvo e desafiar-te a evoluir para um nível mais elevado. É uma escolha pessoal, mas acredito que toda a gente tem uma marca e um mercado onde se podem afirmar como especialistas.

light-bulbOfereces valor?

Esta questão está relacionada com a anterior. Se queres satisfazer uma audiência e fazê-la crescer, tens que lhe oferecer algo de valor.

Oferecer valor consistentemente é uma excelente forma de atrair pessoas, de provar que dominas a tua área e de fidelizar a tua audiência. Também facilita muito a tarefa quando chegar a hora de pedir algo de volta.

Portanto, pensa novamente em quem queres alcançar, e descobre o que lhes podes oferecer - artigos, tutoriais, consultoria, podcasts, entretenimento, etc… - que tenha valor e que estabeleça a tua marca.

Sim, estou a falar de marketing de conteúdos. Mesmo que não te sintas preparado(a) para criar, de raiz, o conteúdo de excelência que o teu público exige, podes oferecer a curadoria dos  melhores conteúdos no teu nicho.

Se chegaste até aqui, posso assumir que este artigo te trouxe algum valor. Agora, tenho que continuar a fazê-lo, escrevendo regularmente artigos úteis para a minha audiência. Esse é o verdadeiro desafio: criar uma expectativa alta e nunca publicar nada que a defraude.

Próximos passos

Eu sei que isto é muita informação para digerir. Procurar a visão da tua marca, o teu público, e decidir o que lhes podes oferecer. Acredito que no teu intímo já saibas as respostas, mas pensa sobre o assunto. Escreve tudo num papel, fala com amigos e certifica-te que é aquilo que queres fazer.

No próximo artigo desta série, vamos deitar mãos à obra com o inevitável primeiro passo: registar um domínio.

Até lá, partilha a tua opinião sobre marcas pessoais, a tua estratégia e as tuas dificuldades, nos comentários abaixo.


Digital Marketer and consultant. Graduated with a degree in Computer Science, then became a webmaster, SEO expert, affiliate marketer, blogger, social networks specialist, growth hacker and content marketer.