Os 4 maiores erros que a maioria das pessoas faz ao comprar um domínio de internet


Este é o segundo artigo da série Construir uma marca pessoal .

Agora que decidiste construir a tua marca pessoal, o primeiro passo é registrar um domínio de internet. Esse vai ser o teu endereço digital. O domínio será o pilar da tua marca, portanto é essencial evitar cometer erros. Alterar um domínio mais tarde é uma tarefa extremamente difícil e dolorosa, por isso lê com atenção e escolhe o nome certo logo à primeira.

domain

Preciso mesmo de um domínio?

Nunca é demais reforçar esta ideia: precisas de ter pelo menos um domínio. Acredito mesmo que toda a gente devia receber um nome e um domínio à nascença. Se não tiveste essa sorte, tens que o comprar, o mais rápido possível.

Deixa-me explicar porquê:

PARA CRIAR O TEU SITE

O teu website é a tua casa digital, e precisa de um endereço. E sim, precisas de ter um site no centro da estratégia da tua marca pessoal.

Talvez já tenhas um perfil pessoal ou profissional em todas as redes sociais e até um blog no Tumblr/Blogger/Wordpress.com , porque é que precisas de mais uma propriedade no espaço digital?

Porque nenhuma dessas é realmente tua. Confia em mim: compra o teu próprio domínio. Não ias construir a casa dos teus sonhos no terreno de outra pessoa, pois não? Isso é conhecido como digital sharecropping e é um erro dos grandes.

Todos os serviços gratuitos podem mudar as regras à sua vontade, decidir que o teu conteúdo é impróprio, começar a cobrar, deixar de estar na moda ou simplesmente fechar as portas.

Eu sei que agora podem parecer sólidos, mas imagina este cenário: há alguns anos tinhas um site alojado no Geocities, um exército de seguidores no Orkut e recebias imenso tráfego através do Google Reader. A vida era bela, mas hoje em dia já não terias negócio, porque todos esses serviços grátis, outrora tão populares, estão agora defuntos.

PARA CRIAR UM EMAIL

Certamente já tens pelo menos uma conta de email. Ao comprar um domínio, podes criar quantas quiseres.

Um endereço de email associado ao teu domínio é mais profissional do que gerir um negócio com uma conta de Gmail ou Hotmail.

Alguns exemplos que podes usar:

  • info@oteudominio.com
  • nome@oteudominio.com
  • nome.apelido@oteudominio.com
  • eu@oteudominio.com
  • mail@oteudominio.com

Já percebeste a ideia.

PARA APARECER NO GOOGLE

Quando alguém te procura no Google, queres dominar a primeira página de resultados. Ter o teu próprio domínio e website ajuda a que isso aconteça, além de oferecer a informação mais relevante a quem clica.

Agora que já sabes porque é tão importante registrar um domínio, vamos analisar os erros que deves evitar:

checklistErro #1 - Não comprar um domínio

Já expliquei detalhadamente porque deves registrar um domínio, mas podes ainda ter dúvidas. Tentar construir uma marca online sem um domínio seria o maior erro de todos.

Comprar um domínio é barato e relativamente simples. O preço depende da extensão e da empresa que escolhas, mas é um pequeno investimento com benefícios potencialmente enormes.

Deixa-me repetir uma última vez: usar umsitegratis.com/oteunome não é uma opção!

website-qualityErro #2 - Escolher o nome errado

Encontrar o nome certo em 2015 pode parecer uma missão impossível - todos os bons já estão ocupados, certo?

Sim, de facto a maior parte estão, se procurares um .com . No entanto, ainda consegui apanhar o marketingdroid,com e gosto bastante do domínio.

Não desistas já. Isto é o que deves procurar:

USA O TEU NOME

A combinação do primeiro e último nome é um grande domínio para qualquer pessoa registrar. Se estiver disponível compra! Mesmo que ainda não saibas o que fazer com ele, não o percas.

NÃO USES HÍFENS

A forma mais simples de encontrar domínios livres é combinar duas ou mais palavras. Mas mesmo assim, pode ser complicado encontrar uma boa combinação disponível. Uma possível solução seria separar as palavras com hífens - evita fazer isso. Passa uma imagem pouco profissional, soa mal quando dizes em voz alta, e é propenso a erros. Poupa-te a esse embaraço.

DEVE SER MEMORÁVEL

Queres que o teu domínio seja fácil de recordar. Imagina esta situação: estás num carro em andamento e tens que gritar o teu domínio para uma pessoa no carro do lado. Essa pessoa seria capaz de escrever o nome corretamente no browser ao chegar a casa? Para passar este teste, o nome deve ser curto, ficar no ouvido e ser fácil de soletrar.

NÃO EXAGERES NAS KEYWORDS

Incluir keywords relacionadas com o teu negócio no próprio domínio pode ser útil, como ter a palavra "marketing" no meu caso. Mas nem penses em encher o nome de keywords, como os spammers faziam para dar a volta ao algoritmo do Google. Fica com péssimo aspecto, não funciona para branding e já nem sequer tem vantagens para SEO. Pareces apenas um tolo com um domínio terrível.

website-settingsErro #3 - Escolher a extensão errada

O nome é apenas a primeira parte do teu domínio. A seguir ao ponto, vem a extensão - tipicamente ponto com.

Quando pesquisas um domínio para registrar, a busca é sempre relacionada com uma ou mais extensões. Portanto, oteugrandedominio.com pode estar ocupado, mas oteugrandedominio.net e oteugrandedominio.org estarem livres. Mas atenção, as extensões não são todas iguais.

Deves concentrar a tua pesquisa nas seguintes:

.COM

Ponto com é, de longe, a extensão mais popular para marcas. Deves procurar um bom .com em primeiro lugar.

Se estás a ter problemas para encontrar um .com disponível, podes começar a pesquisar nas extensões menos concorridas. Enquanto algumas podem ser boas alternativas, outras não são.

A EXTENSÃO NACIONAL

Usar a extensão do teu país pode ser uma escolha tão boa ou melhor que um .com, no caso de teres uma marca local. Em Portugal, um .pt ainda é visto como mais valioso, porque durante muito tempo o acesso foi limitado a marcas registradas.

No entanto, se queres dirigir-te a uma audiência global, usar um domínio local torna-se limitativo.

.NET

Se uma extensão local não for opção e o .com estiver ocupado, podes achar que o .net é uma alternativa viável.

Construir uma marca com um .net, sabendo que outra pessoa controla o .com, é sempre um risco. Se a tua marca se tornar muito valiosa, o dono do .com pode lucrar com o teu trabalho árduo e os teus seguidores podem ter dificuldade em discernir qual é o website legítimo.

.ORG

A última opção a considerar é o .org, uma extensão tipicamente associada a organizações sem fins lucrativos. Assumo que eventualmente vais querer ganhar dinheiro com a tua marca pessoal. Nesse caso um .org não faz sentido.

TUDO O RESTO

Há muito mais extensões por aí, mas não recomendo nenhuma delas, a não ser que tenhas um motivo muito forte e saibas exatamente o que estás a fazer. Limita-te às que apresentei acima e vai correr tudo bem.

Eu sei, não estou a facilitar a tarefa. Porque a verdade é que encontrar bons domínios em 2015 não é uma tarefa fácil. Podes demorar vários dias a procurar o nome certo, mas vai compensar. Não te contentes com um domínio medíocre, continua à procura.

website-speedErro #4 - Esquecer de renovar

O último erro não é algo que te deva preocupar agora. No entanto, é o erro mais devastador que podes cometer. Todos os anos deves renovar o teu domínio, ou ficará livre para qualquer outra pessoa o registrar.

Se tiver algum valor e te esqueceres de renovar, garanto-te que alguém ficará com ele.

Podes registrar um domínio por mais de um ano, ou melhor, escolher a renovação automática. Mas até isso pode falhar, se o teu método de pagamento expirar, portanto mantém-te vigilante.

Verifica que a tua informação de contacto está sempre atualizada e não ignores os avisos de renovação. Até podes criar já um alerta. O seguro morreu de velho.

Sabes mais dicas importantes para encontrar bons domínios ou erros a evitar? Partilha-os connosco nos comentários.


Digital Marketer and consultant. Graduated with a degree in Computer Science, then became a webmaster, SEO expert, affiliate marketer, blogger, social networks specialist, growth hacker and content marketer.